Imprimir ou Salvar em PDF

Print Friendly and PDF

domingo, 13 de maio de 2012

ELIVÂNIA RODRIGUES DAMAS


Elivânia Damas
Em 1968 (20 de agosto), nasce Elivânia Rodrigues Damas, na cidade de Goiânia, Goiás. Filha de pais adotivos: Nestor Damas e Maria Aparecida Rodrigues Damas, que criaram a filha legítima de Nestor Damas e o sobrinho de D. Maria. A mãe biológica a tivera muito jovem e não conseguiu assumir a maternidade da filha, porém nunca conseguiu se afastar de Elivânia, causando assim um grande ciúme por parte de D. Maria que disputava o amor de Elivânia permanentemente, o pai adotivo era um inveterado alcoólatra o que causava grandes conturbações no Lar. Apesar de todos os problemas que o álcool produzia em Sr. Nestor, Elivânia se sentia muito amada e acolhida pelos pais. O pai falecera quando ela tinha vinte e quatro anos, sendo que sua mãe faleceu quatro anos depois. O que a levou a estreitar os laços de amizade com sua mãe biológica Maria das Graças Duarte.

Estudou primeiramente com uma professora que dava aulas para alunos em diversas séries e depois migrou para uma escola estadual, mais tarde seus pais se mudaram para a cidade de Trindade, uma cidade que tem influência religiosa no catolicismo, sendo assim,  estudo na Escola Divino Pai  Eterno até os treze anos quando resolveram voltar para a capital Goiânia, onde moraram por dois anos no bairro Jardim América, enquanto ela seguia seus estudos no Colégio Padrão Universitário. Decidiu prestar vestibular aos dezenove anos e passou na Universidade Federal de Goiás (UFG), para o curso de licenciatura em Filosofia, logo em seguida casou-se com o jornalista Euler Fagundes de França Belém, com quem teve uma filha Eline Damas de França Belém, separando-se quando a filha completara um ano. Por opção resolveu daixar a guarda da filha para o ex-marido quando Eline tinha dois anos. 
Abandonou os estudos do curso de Filosofia e foi trabalhar como captadora de imóveis tendo uma transição muito tortuosa em sua vida naquela época.  Mais tarde aos trinta anos decide casar-se novamente com Francisco de Assis de Paula, com quem ficou apenas oito meses. No dia 11 de janeiro de 2004, aceito Cristo Jesus como seu salvador permanecendo até os dias de hoje como evangélica. 
Seus primeiros passos como escritora deu-se ao participar de um concurso de poesia em cartaz que não teve nenhuma premiação por não ter alcançado uma boa pontuação, porém não desistiu do sonho e escreveu aos vinte um anos dois livros infantis: O Cavalinho Tumba e uma nova versão do Gênio da Lâmpada Mágica de Aladin. Por não se encaixar nas linhas editoriais teve seus livros recusados por diversas editoras renomadas, engavetando seu sonho de se tornar escritora. 
Em 2010 formou-se em pedagogia pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA),  enquanto graduava-se retirou da gaveta o velho sonho tendo início ao livro: A Garota a Prova de Balas, que se encontra em conclusão, enquanto isso começou a escrever a Herdeira de Borgonha e Naty X Protestantismo. Por se tratar de um livro com datas cronológicas resolveu concluir o romance policial religioso: Naty X Protestantismo, concluído em 15/10/2011. Enviou o livro para quatro editoras e o postou no Site da Mesa do Editor, não tendo nenhuma resposta fez um vídeo e postou no YouTube pedindo para empresários e editores publicarem seu livro, nesse mesmo tempo concluiu sua Pós-graduação em Educação Especial. 
Naquele mesmo ano criou o blog Goiás Inclui, por achar que o descaso dos governantes na área de Inclusão Social deixava a desejar, visto que trabalhava como Intérprete de Libras em duas Escolas Públicas. Não imaginou que seu blog fosse ser tão acessado e mais tarde tornar-se referência em pesquisas sobre o tema: Inclusão. 
Após concluir seu primeiro romance voltou ao antigo ramo de trabalho como vendedora em uma loja de motos na pequena cidade, coincidentemente encontrou uma conhecida (Celhinha), na rua contando sobre o livro e ela lhe disse para procurar o prefeito de Goianira e pedir que ele lhe patrocinasse o livro, foi quando começou a frequentar as reuniões da Secretaria da Cultura de Goianira e passou a se dedicar também a luta do Órgão que quer se tornar referência na região, criando o blog: secretariadaculturadegoianira.blogspost.com e, adicionando a Secretaria nas redes sociais.
Atualmente, trabalha como webdesingner, mora com seus animais de estimação e seu marido, além de continuar fazendo o que gosta de fazer que é escrever, está com dois livros concluídos e outros dois que já estão no início. Ainda não publicou nenhum livro. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário